Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/21 às 11h41 - Atualizado em 22/03/21 às 11h45

PAPA-DF vai destinar R$ 2 milhões ao pequeno produtor

 

A Secretaria de Agricultura (Seagri-DF), por meio do Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (PAPA-DF) – recurso do governo federal obtido pelo GDF – liberou recursos da ordem de R$ 2 milhões, principalmente ao pequeno produtor.

 

Segundo a produtora rural de frutas e hortaliças, em Brazlândia, e presidente da Associação dos Produtores de Hortifrutigranjeiros do DF e Entorno (Asphor), Sandra Vitoriano, esse apoio financeiro gera uma boa expectativa para o setor em meio à crise. “Fui para o campo comprar sementes para produzir, porque é um contrato grande que vai dar uma alavancada na agricultura”, diz.

 

Sandra comenta que o investimento vem em uma boa hora até para a revenda no comércio alimentício do DF que precisa dos alimentos para elaborar os pratos e refeições. “Com o fechamento de bares e restaurantes, a gente fica um pouco apreensivo. Eles também são grandes parceiros do agronegócio, principalmente do hortifrúti e das folhosas. Com a liberação do recurso, vamos assinar contratos para que a agricultura familiar possa dar uma alavancada. Estamos confiantes de que agora vai dar uma boa impulsão no agro para 2021”, complementa a presidente da Asphor.

 

O diretor técnico operacional CEASA-DF, Fernando Cabral, está otimista com o investimento oferecido pela Seagri-DF. “Esse programa de aquisição é importante, porque representa valor relativamente expressivo. Levando em consideração que é prioritariamente para pequenos agricultores, acaba sendo um grande volume de recursos injetados na economia deles. O fornecimento é constante para dar uma previsibilidade de recurso contínuo. É importante também dentro de uma política

de emprego e renda. É um desafogo para eles”, comenta.

 

“Desde 2020, alguns produtos específicos tiveram redução no plantio. São aqueles cultivados no que a gente chama de circuito curto, como a produção de folhagens, tipicamente formado por quem está dentro de um raio de 150km de proximidade. A demanda do setor privado por esse tipo de produto reduziu demais. Esse produtor perdeu muito espaço, porque os restaurantes compravam muita folhagem. O produtor desse alimento sente muito essa questão. Mas existem alguns efeitos econômicos como esse investimento que você precisa ter para controlar a situação”, esclarece Fernando Cabral.

 

* Com informações do Correio Braziliense

 

>>> Matéria completa

Centrais de Abastecimento do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Sia Trecho 10 Lote 5 - CEP: 71.200-100 Telefone: (61) 3363-1203 | E-mail ceasa@ceasa.df.gov.br