Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/02/20 às 9h49 - Atualizado em 3/02/20 às 16h50

Variedade de produtos na Ceasa atrai clientes aos sábados

Além de frutas e verduras, é possível encontrar uma variedade de alimentos na Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF). Pão, pastel, tapioca, queijos, bolo, pizza, especiarias, linguiça, carne, galinha caipira, peixe e caldo também fazem parte da gama de itens do “varejão”, que ocorre todos os sábados, a partir das 5h, e recebe cerca de 8 mil pessoas.

Diferentemente das segundas e quintas-feiras, quando produtos são vendidos no atacado, para supermercados e restaurantes.

O presidente da Ceasa, Onélio Teles, destaca que os sábados se transformaram não só em dia de compra e venda, mas em uma tradição da capital. “É um ponto de encontro que junta o útil ao agradável. É possível degustar os produtos, comprar e ainda encontrar amigos. É possível encontrar de tudo um pouco, sempre com qualidade e bom preço”, explica.

Leonardo Hamu, 62 anos, é um dos 173 expositores da Ceasa. Há 6 anos na atividade, o também zootecnista vende embutidos, como linguiça artesanal, bacon, carne de porco conservada na banha, molhos, antepastos, temperos e pamonha. Ele lembra que o público do “varejão” é doméstico e conta com um grande diferencial no local. “É a oportunidade dos consumidores de terem um produto fresco, preço acessível e um ambiente agradável, com cobertura, piso limpo e estacionamento fácil”, afirma.

O engenheiro agrônomo Rodnei Barreto, 34 anos, é um dos clientes fiéis de Leonardo. Ele garante que vai à feira todos os sábados para degustar os produtos vendidos na banca. “Como sou formado nessa área, tudo isso faz parte do meu dia a dia. Conheço vários produtores e venho com amigos aproveitar os produtos do campo. Além de ser um local em que a gente vem para comprar, também é uma forma de socializar com as pessoas”, disse o morador do Park Way.

Ponto de encontro de comerciantes e consumidores, a barraca de Maria do Perpetuo Socorro Rodrigues, 53 anos, tem tapioca, bolo, salgado, pastel e pizza. A moradora da Cidade Ocidental (GO) começa os trabalho na Ceasa às 2h30. “Eles tomam o café da manhã aqui, para depois expor os produtos. Assim como os clientes, que passam aqui antes de fazer as comprar”, explica. Além das massas, os visitantes também podem saborear caldo de mandioca com carne e galinha caipira com cuscuz.

Expositor de mangas, maracujá, limão e, principalmente, guariroba há mais de 40 anos, Carlos Roberto Santos, 60, mais conhecido como “Carlão”, diz que a relação com os clientes vai além das vendas. “Alguns me ligam e pedem para eu separar os produtos para eles virem buscar. Com outros, temos um vínculo tão grande que me visitam apenas para conversar”, destaca.

Linha de crédito e melhorias

Para dar mais assistência aos produtores rurais, em novembro do ano passado o Banco de Brasília (BRB) firmou uma parceria com a Ceasa. Entre a série de linhas e operações com o BRB estão a remuneração no percentual de 95% (noventa e cinco por cento) do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) nas aplicações financeiras realizadas em Certificado de Depósito Bancário (CDB), além de desconto de 58,82% sobre o valor da tabela de tarifas de Pessoa Jurídica.

Os produtores também contam com atendimento especializado aos clientes para sanar dúvidas sobre abertura de conta corrente, linhas de crédito, acolhimento de projetos e condução de operações de crédito rural ao produtores que atuam nas dependências da Ceasa, bem como com a disponibilização de espaço do BRB dentro da Ceasa para o atendimento ao produtor rural (Plataforma do Agronegócio).

Em dezembro de 2019 foram inaugurados três pavilhões de comercialização. Os investimentos e mudanças no local somam R$ 22 milhões.

A série de anúncios e novidades foi feita com a presença do governador Ibaneis Rocha e do vice-governador Paco Britto. A empresa também inaugurou um posto de brigada de incêndio e primeiros socorros, bem como lançou o edital de parceria público-privada para a construção do Mercado Central de Brasília.

Segundo o presidente da Ceasa, a empresa faz estudos para reformar o telhado, melhorar o piso e enumerar os locais demarcados para os comerciantes, mais conhecidos como “pedras”.

Variedade de produtos na Ceasa atrai clientes aos sábados

 

Informações e fotos: Agência Brasília

Centrais de Abastecimento do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Sia Trecho 10 Lote 5 - CEP: 71.200-100 Telefone: (61) 3363-1203 | E-mail ceasa@ceasa.df.gov.br