Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/04/20 às 12h49 - Atualizado em 25/04/20 às 21h08

Central Flores homenageia a Capital Federal

 

 

Brasília é conhecida pela sua arquitetura moderna, pelo concreto utilizado em suas construções e para homenagear a Capital Federal de forma lúdica, a Associação de Flores e Plantas do Distrito Federal – Central Flores, localizada na CEASA/DF, preparou uma exposição de arranjos florais representando os monumentos de Brasília. 

 

Os designers florais, Higor Lima e Rogério Salustiano foram convidados para colaborar com os produtores e seus funcionários voluntários (Rose, Jakeline e Manoel) para juntos, reproduzirem alguns monumentos da capital como o Congresso Nacional, a ponte JK, a Catedral, o ipê amarelo e o próprio cerrado. Os produtores da Central Flores doaram os insumos e os funcionários ajudaram com mão-de-obra para a confecção dos arranjos.

 

Márcia Jakubowski, produtora de flores, ressaltou, “Além de homenagear Brasília, a capital da esperança, a Central Flores, mostra a riqueza da vegetação do cerrado, as flores produzidas no DF e a capacidade do ser humano em se adaptar e principalmente, trazer um pouco de beleza em meio a essa crise sanitária e econômica que estamos vivendo.”

 

Inicialmente o projeto seria um concurso de arranjos entre artistas florais da cidade, porém, diante da pandemia mundial e de todas as medidas adotadas de enfrentamento ao coronavírus, sendo o isolamento social uma delas, a Central Flores se reorganizou e preparou um evento menor, mas sem deixar de prestar homenagem a cidade.

 

Para compor os monumentos, as helicônias foram usadas para representar a Catedral de Brasília, para o Congresso Nacional foram usados bambus, coités e palmeiras, os jardins de Burle Marx também foram simbolizados na composição de um painel com folhagens, mostrando a importância do trabalho do artista na capital. Nem o ipê amarelo do cerrado, símbolo da logomarca do GDF, escapou a sensibilidade dos artistas nesta homenagem e a ponte JK foi confeccionada com capas de palmeiras.

 

O Presidente da CEASA-DF, Onélio Teles, visitou a exposição e emocionado, concluiu, “Mesmo sendo um Piauiense de nascimento, sou brasiliense de coração e essa cidade, merece essa linda homenagem” e, parabenizou os envolvidos nessa ação, enfatizou ainda o trabalho realizado pela CEASA-DF para mitigar os efeitos da pandemia. “A CEASA tem como principal objetivo, lutar por seus associados, produtores e empresários e, isso inclui os produtores de flores do DF, um dos mais prejudicados.

 

Para o Secretário de Agricultura, Luciano Mendes, o setor de floricultura foi um dos primeiros a sofrerem os impactos da pandemia com o fechamento do comércio. “O Governo está atento e criando soluções para amenizar a dificuldade do setor, que movimenta a economia no DF e gera muitos empregos”. 

 

Também estiveram presentes na exposição, Keisuke Miyahara, Presidente da Central Flores, Francisco Jakubowski, Diretor-Financeiro e Loiselene Trindade, Coordenadora de Floricultura da Emater-DF. Para Loiselene, as perdas do setor refletiram diretamente em toda cadeia incluindo produtores e comerciantes. “A Emater acompanha de perto o setor de flores desde o primeiro decreto, estudando suas necessidades e fomentando suas reivindicações.”

 

Quem sabe no próximo ano vem um concurso para os artistas de Brasília utilizando os ricos elementos da produção local e, para a CEASA, esse projeto já é muito esperado.

 

 

 

A exposição está aberta ao público de 24 a 30 de abril

Horário: 8h às 16h

Local: Central Flores na CEASA-DF (ao lado da administração).

 

 

Centrais de Abastecimento do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

Sia Trecho 10 Lote 5 - CEP: 71.200-100 Telefone: (61) 3363-1203 | E-mail ceasa@ceasa.df.gov.br